Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

Portuguese English Spanish

Opções de acessibilidade

Início do conteúdo da página

A Forja 90

Acessos: 970

TEMAS TRATADOS NESTA EDIÇÃO

Viatura Blindada Piranha III

Viatura Blindada Patria AMV

Viatura Blindada Pandur II

Viatura Blindada Type 96

 

Viatura Blindada Piranha III - Suiça


Melissa Tais Konzen
Acadêmica do Curso de Comunicação Social-Habilitação em Jornalismo da UFSM

 

O Mowag Piranha III foi construído pela empresa suíça Mowag Motorwagenfabriken, agora parte dos Sistemas Europeus de Combate Terrestre da General Dynamics (ELCS). A família de viaturas blindadas leves é uma das de maior sucesso em todo mundo, devido a sua resistência e multifuncionalidade. Mais de 8 mil veículos, em suas diversas versões, já foram encomendados e entregues. Seu projeto inicial ocorreu no final dos anos 60 e o protótipo existe desde 1972. A empresa canadense General Dynamics Land Systems também passou a produzir uma versão do Piranha III, a LAV III.

Em 2010, quatro Mowags Piranha III foram utilizados pelo Brasil nas operações de pacificação da Vila Cruzeiro e no Complexo do Alemão. Os veículos foram comprados pelo Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil, em 2007, e começaram a ser entregues no início de 2010.

Ao todo, o país possui 12 unidades da viatura suíça. Algumas delas também foram utilizadas no Haiti, onde o Brasil comandava as tropas da Força de Paz da ONU.

Com grande versatilidade, o Mowag Piranha pode ser configurado de diferentes maneiras. Possui assentos para 12 fuzileiros, um Cmt de carro e um motorista. A versão escolhida pelos brasileiros transportava até 10 soldados, além de dois tripulantes. A sua velocidade é capaz de alcançar a marca de 100 Km/h, com uma autonomia, em rodovia, de 700 quilômetros.

 

Figura 1: Vtr Piranha III no morro do Vidigal-RJ
Fonte: http://www.defesanet.com.br
 

O motor é um Caterpillar C-9, com 400 hp, a diesel. A transmissão é ZF 7HP602, automática, com sete marchas à frente e uma ré. Possui propulsão anfíbia com duas hélices e direção através de dois lemes. Na água, sua velocidade máxima alcança os 10 km/h. O Piranha III também possui chapa de blindagem de aço de alta resistência, com provisão para blindagem adicional e kits para minas de proteção balística de até 40 mm. Outras versões do Mowag Piranha também existem, como antitanque, ambulância e carro de reconhecimento.

A blindagem do veículo é modular, variando de resistência, desde armas leves como fuzis 7,62, munição .50, até podendo ser blindada contra granadas de 40 mm. O assoalho também possui proteção anti-minas.

 

Dados Técnicos
 
Peso Total Velocidade máxima
14 Ton 100 km/h
Conjunto de Força Armamento
Caterpillar C-9 Metralhadora .50
Guarnição Dimensões (CxAxL)
3+10 7.30 m x 2.66m x 2.20 m
Autonomia Países que utilizam
750 Km Belgium, Brazil, Ireland, Denmark, Sweden, Spain.

 

Viatura Blindada Patria - Finlândia


Bárbara Elisa Marmor da Silva
Acadêmica do Curso de Comunicação Social-Habilitação em Jornalismo da UFSM

 

Desenvolvido pela empresa finlandesa Patria, os estudos conceituais sobre a Viatura Blindada AMV 8x8 iniciaram ainda em 1999. Já em novembro de 2001, foram realizados os primeiros testes operacionais com protótipos das viaturas, que, em 2006, foram entregues ao Exército finlandês.

 

Figura 2: VBTP Patria AMV
Fonte: armyrecognition.com
 

O carro foi desenvolvido para substituir o PATRIA 6x6, conhecido como XA-202 6x6. O blindado é um veículo 8x8 multifunção, cuja principal característica é o desenho modular, capaz de incorporar diferentes modelos de torre, armamentos, sensores e sistemas de comunicação em uma mesma plataforma. De maneira geral, a nova versão mantém o layout básico: o motorista localiza-se a frente, ao lado esquerdo; e o motor, ao lado direito, também na frente. O compartimento da tropa fica a retaguarda.

Entre outras características técnicas, destaca-se a mobilidade. O carro possui uma relação entre peso e potência de, aproximadamente, 21,5hp/ton, além de funcionar a partir de um motor Scania à diesel, de 483 hp, com transmissão automática. Comporta um sistema de direção hidráulica nas quatro rodas dianteiras, com possibilidade de instalação em outras duas rodas traseiras. Essa característica diminui o raio da curva realizada pelo blindado, facilitando sua utilização em ambientes urbanos ou com pequeno espaço de manobra.

Para conseguir se mover melhor fora de estradas, o AMV 8x8 foi desenvolvido com suspensão hidropneumática com controle de altura, operada através de um sistema central de inflamento de pneus e da utilização de pneus do tipo run flat, cujas bandas laterais possuem componentes capazes de promover a auto-sustentação do carro, mesmo quando se encontram despressurizados.

Em se falando de proteção, o veículo possui a melhor nível de cobertura balística de sua classe. Oferece proteção frontal e defesa contra minas, além disso, a grande capacidade de carga útil do veículo, permite a integração de outros sistemas de armas como, por exemplo, a metralhadora de 7,62mm ou um canhão de 120mm. O carro é protegido por aço fundido, com possibilidade de aplicação de blindagens adicionais, dependendo do tipo de ameaça que enfrentará. Uma das alternativas é a adição de sistemas de proteção passivas, capaz de neutralizar munições (HEAT) ou granadas (RPG-7), o Sistema de Defesa Ativa (ADS) hard-kill.

Outra característica interessante, diz respeito ao armamento: o veículo é capaz de comportar uma grande variedade de armas, a depender da configuração proposta. Entre as possibilidades do modelo básico estão: o veículo blindado de transporte de pessoal; veículo de combate de fuzileiros; veículo de comando; ambulância; veículo de reconhecimento; veículo de míssil guiado anti-tanque ; veículo de reparo e recuperação e, o sistema Patria Nemo 120mm.

Atualmente, as viaturas PATRIA AMV 8x8 estão em operação em países como Finlândia, Polônia, África do Sul, Eslovênia, Croácia, Suécia e Emirados Árabes Unidos.

 

Dados Técnicos
 
Peso Total Velocidade máxima
16 Ton 100 km/h
Conjunto de Força Armamento
D12 Scania Diesel Mtr .50/canhão 30mm até 105m (versões)
Guarnição Dimensões (CxAxL)
2 + 10 7,7 m x 2,3 m x 2,8 m
Autonomia Países que utilizam
600 a 850 Km Finlândia, Polônia, África do Sul, Eslovênia, Croácia, Suécia e Emirados Árabes Unidos

 

Viatura Blindada Pandur II - Áustria


1º Sgt Krusche – C I Bld

 

A viatura Blindada de Transporte de Pessoal sobre Rodas Pandur foi desenvolvida pela empresa austríaca Steyr-Daimler-Puch, que desde 2003 faz parte da General Dynamics. Em operação desde 1996 pelo Exército Austríaco, o carro foi comercializado nas versões I e II para o Kuwait, Bélgica, Eslovênia, Gabão, Portugal e República Tcheca.

O Pandur II é uma versão modernizada do veículo, com uma base mais longa e chassi modificado em comparação com o Pandur I. O Carro foi desenvolvido com chassi 6x6 e 8x8. O Pandur II possui algumas variações, e pode suportar diversos sistemas de torre.

 

Figura 3: Pandur II com canhão 30 mm
Fonte: https://www.army-technology.com
 

A VBTP Pandur II é equipada com uma metradora .50 M2HB como armamento principal, e uma 7,62 mm como secundária, podendo receber uma torre com canhão 30 mm. A versão 6x6 Reconhecimento pode receber um canhão 90 mm, e na versão 8x8, pode ser equipado com um canhão de 105 mm.

Com uma proteção blindada modular, oferece proteção contra projéteis perfurantes 7,62mm, e com a blindagem adicional chega a suportar 14,5 mm a 100 metros. Na parte inferior, o veículo possui piso intermediário, permitindo maior proteção contra minas terrestres. Os assentos são suspensos nas paredes e teto. Possui sistema de proteção DQBRN e supressão de incêndio, e um eficiente sistema de circulação de ar, comparado com outros carros.

O compartimento do motorista fica na posição à frente e à esquerda, possui três periscópios sendo um deles com visão noturna. O comandante do carro está posicionado a retaguarda do condutor, possui 5 periscópios para observação. O compartimento da tropa, com acesso através de duas portas traseiras, fica na parte de trás do veículo. Além do comandante do carro e do motorista, pode transportar mais 10 homens.

O carro possui boa dirigibilidade em diversos terrenos devido a um sistema automático de gerenciamento de trem de rolamento, e pode realizar manobras de raio de 9 metros na versão 6x6, e de 10 metros na versão 8x8. As rodas equipadas com freio a disco possuem sistema para regulagem da calibragem.

O sistema de força consiste em um motor diesel Cummins ISC com 355 HP, um aumento de 25% de potência em comparação com o motor do Pandur I, com caixa de transmissão automática ZF 6HP 602C, de 6 velocidades. Para manutenção, o motor pode ser removido em 30 minutos.

O Pandur II atinge velocidade de 100 km/h em estrada operando em temperaturas entre -35º C a +50º C. O veículo pode atravessar vaus com 1,5 metros de profundidade, e na versão anfíbia é equipado com dois jatos de água, atingindo 10 km/h na água. Ambas versões aerotransportadas.

 

Dados Técnicos
 
Peso Total Velocidade máxima
34 Ton 100 Km/h (estrada)
Conjunto de Força Armamento
Cummins ISC 350 com 355 .50 na versão VBTP ou canhão 30 mm
Guarnição Dimensões (CxAxL)
2+10 7,02 m x 1,85 m x 2,67 m
Autonomia Países que utilizam
700 Km Austria, Kuwait, Bélgica, Eslovênia, Gabão, Portugal e República Tcheca.

 

Viatura Blindada Type 96 - Japão


1º Sgt Krusche – C I Bld

 

O veículo Blindado de Transporte de Pessoal sobre Rodas (VBTP SR) 6x6 Type 96 é um carro japonês que teve sua produção iniciada em 1995 pela empresa Company Komatsu. Esse blindado foi desenvolvido com exclusividade para a Força Terrestre de Autodefesa do Japão, já que leis japonesas impedem a venda de veículos blindados produzidos pelo país. Um total de 365 Type 96 foram produzidos. É utilizado principalmente por tropas de infantaria, pode transportar 8 militares além da tripulação de dois militares.

A proteção blindada média, é composta por chapas de aço soldado que protegem contra armamentos de pequeno calibre e estilhaços de granada, e proteção DQBRN. O veículo também está equipado com um dispositivo de alerta a laser. Para acesso ao compartimento da tropa, que fica a retaguarda do veículo, existe uma rampa traseira com duas portas, e possui ainda cinco escotilhas no teto. Duas seteiras de tiro de cada lado proporcionam aos fuzileiros a possibilidade de tiro. O compartimento do motorista fica a frente e a direita do veículo, e o atirador/comandante do carro fica em uma posição mais elevada a retaguarda do motorista. O motorista quando escotilhado possui três pericópios para observação direta, podendo o central, ser subsitituído por um periscópio com visão noturna, assim como o comandante.

 

Figura 4: VBTP Type 96
Fonte: military-today.com
 

A VBTP possui uma metralhadora .50 operada remotamente. Quatro lançadores de fumígeno de 40 mm estão posicionados de cada lado da viatura.

O motor, localizado a frente e a esquerda, consiste em um Komatsu a diesel, que desenvolve 360 Hp.

Possui sistema de pressão de pneus, que permitem ao motorista ajustar a pressão dos pneus de acordo com o terreno que está se deslocando e proporciona uma dirigibilidade ainda que reduzida, mesmo com avarias em até duas rodas. Esse veículo não possui capacidade anfíbia.

O chassi utilizado tinha como propósito desenvolver diversas variações do veículo, mas somente a versão de reconhecimento, equipada com diversos sensores, sistemas de observação climática, autodescontaminação e purificação de ar, foi desenvolvida e está em atividade.

Em 2017 foi revelado um protótipo 8x8 que está sendo testado pelo Japão para substituir o Type 96. Esse protótipo é maior, mais pesado e possui maior mobilidade e proteção. Mais de 40 milhões de dólares foram investidos pelo ministério da Defesa Japonês para desenvolvimento do novo carro, que conta com a colaboração da emporesa japonesa Komatsu Limited. O novo carro possui um design semelhante ao Finlandês Patria e o Americano Striker, com motor mais potente e suspenção reforçada se comparada com o Type 96.

 

Figura 5: Nova VBTP, substituirá o Type 96
Fonte: armyrecognition.com
 
 
Dados Técnicos
 
Peso Total Velocidade máxima
14,5 Ton 100 Km/h (estrada)
Conjunto de Força Armamento
Komatsu, 36 Hp .50 na versão VBTP
Guarnição Dimensões (CxAxL)
2 6840 mm X 2480 mm X 1850 mm
Autonomia Países que utilizam
400 km Japão

 

 

 

Fontes:

http://www.militarypower.com.br/frame4-armas57.htm
http://www.defesanet.com.br/guarani/noticia/27340/Viatura-Blindada-Modular-Patria-8x8/
https://www.armyrecognition.com
https://military-today.com
https://www.armytecnology.com
https://www.warfareblog.com.br/2014/06/mowag-piranha-iii-o-sucesso-suico-para.html
http://www.military-today.com/apc/mowag_piranha_IIIh.html
https://www.army-technology.com/projects/piranha/

registrado em:
Fim do conteúdo da página