Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

Portuguese English Spanish

Opções de acessibilidade

Início do conteúdo da página

A Forja 85

Acessos: 819

TEMAS TRATADOS NESTA EDIÇÃO

Viatura Blindada de Combate de Fuzileiros T-15

Viatura Blindada de Combate de Fuzileiros Pizarro

Viatura Blindada de Combate de Fuzileiros Warrior

Viatura Blindada de Combate de Fuzileiros AMX-10P

Viatura Blindada de Combate de Fuzileiros Kurganets 25 BMP

 

Viatura Blindada T-15 - Rússia


Maj Santiago – CIBld

A Federação Russa apresentou na Praça Vermelha em 2015, durante o desfile militar do Dia da Vitória, sua nova familia de blindados Armata. Na ocasião, o Carro de Combate T-14 e a Viatura Blindada de Combate de Fuzileiros (VBC Fuz) T-15 foram os destaques do evento demonstrando aspectos inovadores na produção de blindados.

A VBC Fuz T-15 possui um motor diesel A-82-2, o qual proporciona uma potência de até 1200 hp alcançando velocidades até 70 km/h. Sua autonomia é de 550km. A guarnição é composta por 03 militares, sendo o comandante à direita, o motorista à esquerda e o atirador na retaguarda do Comandante. O carro de combate é dividido em três partes: compartimento para guarnição, compartimento de combate e conjunto de força.

O armamento principal da VBC Fuz T-15 é o canhão 2A42 de calibre 30x165mm com comprimento de 3027mm e peso aproximado de 115Kg. Ele está acoplado na torre Boomerang-BM já em uso pelo Exército Russo em outras viaturas e possui alcance útil de 2500m com cadência de 300 Tir/min. Como o canhão possui dupla alimentação, podem ser utilizados dois tipos de munição sendo a escolha de qual empregar feita pelo atirador através da sua estação de trabalho. As opções de munição que o canhão pode empregar são variadas: APDS (Armor piercing discarding sabot), AP-T (Armour Piercing round with Tracer), HE (High Explosive), HEI ( High Explosive incendiary), HE-T (High Explosive tracer), HETP-T (High Explosive Target Practice Tracer) e TP (Target Practic). A torre permite o armazenamento total de 500 munições 30mm, sendo dois compartimentos divididos em 340 e 160 munições.

Como armamento secundário, a viatura possui uma metralhadora coaxial PKT calibre 7,62mm montada do lado esquerdo do canhão. Ela possui alcance máximo de 3800m e alcance útil de 1000m contra alvos na superfície. A torre da VBC Fuz tem capacidade para armazenar 2000 munições 7,62mm para uso imediato.

 

Figura 1: Torre Boomerang-BM da VBC Fuz T-15
Fonte: warfaretech.blogspot.com
 

O T-15 é equipado com 4 mísseis anticarro Kornet, do tipo fire-and-forget, com capacidade de lançar mísseis HEAT a 5000m com poder de penetração de 1.200 mm RHAe (Rolled homogeneous armour equivalency). Mísseis HEI também são uma opção para emprego contra abrigos e fortificações.

A configuração dos sistemas de armas permite ao T-15 a capacidade de o comandante e o atirador possuírem sistemas de busca, telemetria laser e visão noturna/termal independentes. Para o Comandante eles estão localizados no lado superior esquerdo da torre e tem a capacidade de empregar a função Hunter-Killer. Os optrônicos do atirador estão localizados logo a direita do canhão, possibilitando uma busca e combate efetivos de alvos.

Como o T-15 está baseado no chassi do CC T-14, acredita-se que a chapa de aço criada, chamada 44C-SV-W, seja mais leve que o aço normal sendo utilizada para reduzir o peso do veículo sem que fosse perdida a proteção. Na parte frontal e superior da viatura foram adicionadas blindagens compostas de aço e cerâmica além de uma blindagem reativa explosiva modular chamada Malakhit. Acredita-se que essa camada modular ofereça proteção contra munições APFSDS DM53 e DM63 da Rheinmetall e as munições APFSDS M829A3 da Orbital ATK.

O sistema de proteção ativa (APS) AFGANIT existente no T-15 consiste de sensores e lançadores de granadas explosivas e fumígenas. Os sensores detectam a ameaça, nesse momento a torre gira automaticamente permitindo que o sistema de proteção seja ativado. Ao mesmo tempo, o computador balístico identifica a ameaça e determina qual granada será utilizada. Esse APS tem capacidade de proteger o T-15 contra mísseis de 3ª e 4ª geração como TOW JAGM, Javelin ou Spike. O fabricante declarou que o APS AFGANIT do T-15 tem, inclusive, capacidade de proteger a viatura de ameaças aéreas.

 

Figura 2: Torre Boomerang-BM da VBC Fuz T-15
Fonte: warfaretech.blogspot.com
 

Outras características existentes no T-15 são a proteção QBRN, assoalho reforçado contra minas terrestres, sistema jamming contra acionamento remoto de IEDs e lançadores de fumígenos com capacidade de lançar uma cortina de fumaça multiespectral para combater ameaças em diferentes comprimentos de ondas eletromagnéticas como laser, infravermelho e sistema de radares.

No ano de 2018, a Rússia expôs um T-15 com canhão AU-220M de 57x347mm montado sobre seu chassi. Esse canhão é empregado pela Rússia em armamentos antiaéreos e possui alcance de 12.000m com cadência máxima de 80 tir/min.

Ele foi acoplado à torre Baikal e consta como armamento secundário uma metralhadora 7,62mm com capacidade de disparar 2000 tiros a uma distância máxima de 3800m. Os dois mísseis anticarro ATAKA-T existentes na torre conferem ao T-15 um poder de destruição maior do que quando empregando os Kornets. O ATAKA-T possui velocidade de 400km/h e alcance de até 6000m. Seu poder de penetração é maior que o do Kornet.

Em resumo, o T-15 possui todas as capacidades necessárias para atuar juntamente com os Carros de Combate T-14, sendo uma das VBC Fuz mais modernas e letais da atualidade. Foram fabricadas 20 unidades do carro, que estão em operação pelo Exército Russo.

 

DIMENSÕES, PESO E MOBILIDADE

 

Peso

Velocidade

48 t

70 Km/h

Comprimento

Motor

8,7 m

1200 Hp

Largura

Guarnição

3,5 m

3 + 9

Altura

Autonomia

3 m

550 Km

 

Viatura Blindada Pizarro - Espanha


1º Sgt Krusche – CI Bld

A viatura Blindada de combate de fuzileiros Pizarro foi desenvolvida através do programa de desenvolvimento cooperativo Austro-Espanhol, ASCOD.

O programa ASCOD, desenvolvido em conjunto pela empresa Espanhola Santa Bárbara e a Austríaca Steyr foi iniciado no final da década de 1980, e possibilitou o desenvolvimento desse veículo para o Exército Espanhol, e a viatura de combate de fuzileiros Ulan para o Exército Austríaco. Pelo acordo, a Espanha desenvolveria o casco enquanto a Áustria deveria fornecer a torre e realizar a montagem final.

As viaturas começaram a ser entregues em 2012 para as Forças Armadas desses países. O Pizarro, nome em homenagem a um grande explorador Espanhol do século XVI, foi adquirido com objetivo de substituir os veículos blindados leves, como o M113, para melhorar o poder de combate da Infantaria, e com a sua versatilidade, se tornar um grande aliado para os carros de combate como o Leopard 2A4. Atualmente, os Espanhóis contam com cerca de 260 veículos em suas Forças Armadas.

 

Figura 3: VBCFuz Pizarro
Fonte: www.elconfidencialdigital.com
 

O carro é dotado com um motor a diesel alemão MTU SV-183 TE22 de 600 cavalos de potência, e transmissão hidromecânica Renk HSWL 106C, com uma autonomia de até 500 Km. Os sistemas de suspensão, barras de torção e os amortecedores são fornecidos pela empresa Piedrafita.

O armamento principal consiste em um canhão 30mm, montado sobre uma torreta com rotação de 360º e equipada com um sistema de estabilização para engajar alvos estacionados ou em movimento. Possui uma metralhadora 7,62mm como armamento secundário com capacidade de 600 tiros por minuto, e ainda conta com 6 lançadores de granada fumígeno.

A blindagem básica do carro protege contra projéteis de até 14,5 mm, já a proteção adicional pode proteger de disparos de canhão de 30 mm a uma distância de 1000m. O veículo pode ser equipado também, com um sistema de aviso a laser e detecção QBRN (químico, biológioco, radiológico e nuclear).

O Pizarro é equipado com um sistema de controle de tiro MK10 da empresa Indra, que consiste em um computador balístico digital de solução completa, canal diurno, canal térmico e telêmetro a laser. Esse equipamento proporciona ao carro cumprir com êxito as suas tarefas. As mais recentes atualizações do sistema MK10 possuem o dispositivo termovisor VC2, com capacidade de geração de imagens térmicas de última geração.

O veículo não possui capacide anfíbia. A guarnição é composta por 3 militares, sendo motorista, comandante e atirador, além de ter capacidade de transportar até 8 militares.

 

DIMENSÕES, PESO E MOBILIDADE

 

Peso

Velocidade

26,3 Ton

72 km/h

Comprimento

Motor

6,83 m

720 Hp

Largura

Guarnição

3,64 m

3 + 8

Altura

Autonomia

2,43 m

500 Km

 

Viatura Blindada Warrior MCV 80 – Reino Unido


1º Sgt Krusche – CI Bld

O Warrior MCV-80 é um veículo blindado de combate de fuzileiros (VBCFuz) que teve o projetado iniciado em 1977 pela empresa britânica GKN Sankey, atualmente BAE Systems Land Systems.

Depois de um período de testes, em 1987, o ministério da Defesa Britânico começou a receber o primeiro lote de 290 carros, que substituíram as viaturas blindadas FV432, que estavam em serviço no Exército Britânico desde a década de 1960. Atualmente a frota britânica conta com mais de 1.000 veículos blindados Warrior.

O carro possui uma torre operada eletricamente, equipada com um canhão Rarden L21A1 não estabilizado de 30 mm, operada por dois homens, capaz de destruir alvos a 1500 metros. Uma metralhadora coaxial 7,62mm L94A1 e seis lançadores de granada também estão acoplados na torre.

Para observação de alvos, o artirador possui visão óptica podendo ser equipado com visão temal eletro-optica. O comandante do carro possui sete periscópios que fornecem observação de 360º do terreno. Todos os veículos Warrior tiveram os equipamentos de de visão noturno atualizados recentemente para o sistema BGTS (Thales Optronics Batlle Group Thermal Imaging) que tem capacidade de ampliar até oito vezes o campo de visão.

 

Figura 4: VBCFuz Warrior MCV-80
Fonte: armyrecognition.com
 

A blindagem é feita em alumínio soldado, que oferece proteção contra armas de baixo calibre e estilhaços de granada, sendo possível, por encomenda, melhorar a proteção. Há uma única porta na parte traseira para embarque e desembarque de tropa, operada mecanicamente.

No teto do compartimento de combate há escotilhas duplas e periscópios que permitem a visão do terreno. Possui proteção contra agentes químicos, biológiocos, radiológicos e nucleares.

O Warrior MCV-80 é equipado com um motor a diesel TCA V-8, capaz de desevolver 550 Hp, fornecido pela empresa Perkings Engines Company junto com uma transmissão totalmente automática X-3000-4B, conversor de torque e embreagem de travamento, com quatro marchas a frente e duas a ré. Pode desenvolver uma autonomia máxima de 600 km e atingir uma velocidade máxima de 75 km/h.

A previsão de utilização da VBCFuz Warrior pelos Britanicos é até 2025. Para isso, cerca de metade da frota será atualizada, com equipamentos como uma central de controle de tiro digital e um novo sistema de torre e armamento. O restante da frota será direcionado para outras funções.

 

DIMENSÕES, PESO E MOBILIDADE

 

Peso

Velocidade

28 Ton

75 km/h

Comprimento

Motor

6,34 m

Diesel, TCA V-8 - 550 Hp

Largura

Guarnição

3 m

3 + 7

Altura

Autonomia

2,79 m

660 Km

 

Viatura Blindada AMX-10P - França


1º Sgt Krusche – CI Bld

A Viatura Blindada de Combate de Fuzileiros (VBCFuz) AMX-10P teve seu projeto iniciado no final da década de 1960 nas oficinas de construção de Issy-les-Moulineaux, pela GIAT Industries, e teve a produção finalizada em 1973, quando ocorreram as primeiras entregas do veículo ao Exército Frânces. Atualmente, cerca de 108 veículos AMX-10P estão em serviço pelo Exército Francês. Outros países como Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Grécia, Indonésia, México e Catar compraram as diversas versões do carro.

O chassi e alguns componentes são compartilhados com o veículo de reconhecimento AMX 10RC, projetado na mesma época. A transmissão consiste em um conversor de torque hidráulico acoplado a uma caixa de câmbio reversa e a uma engrenagem de transmissão dianteira. Possui o motor a diesel HS 115 com compressor, que desenvolve 280 HP.

A torre do carro possui movimentos de 360°, e pode engajar alvos a até 50° de elevação. O armamento principal consiste em um canhão GIAT M693 de 20 mm, com alcance de 1500 m, capaz de disparar dois tipos diferentes de munição de alta potência explosiva. Como armamento secundários, possui uma metralhadora 7,62mm, quatro lançadores de fumígenos e, depois de atualizações, dois lançadores de míssel Milan. Cerca de 800 munições 20mm normalmente são transportados, junto com 2000 munições 7,62mm e 10 mísseis Milan.

Veículo anfíbio, não necessita de preparação para transposição, pois possui hidropropulsores duplos que proporcionam uma velocidade de 7 km/h no curso d’água. Protegido contra agentes químicos, biológiocos, radiológicos e nucleares, possui uma blindagem que pode proteger de projetis de pequeno calibre e estilhaços de granada.

 

Figura 5: VBCFuz AMX 10-P
Fonte: armyrecognition.com
 

A tripulação é composta de três homens, e é capaz de transportar oito infantes, que tem acesso ao compartimento da tropa por duas portas a retaguarda do veículo. Possui duas escotilhas para observação do terreno, dotadas de periscópio e equipamentos de visão noturno. Entre 2006 e 2008 algumas modernizações foram feitas para dar uma sobrevida ao veículo. Atualmente esses veículos estão gradativamente sendo substituídos por VBCFuz sobre rodas 8x8.

 

DIMENSÕES, PESO E MOBILIDADE

 

Peso

Velocidade

14,2 Ton

65 km/h

Comprimento

Motor

5,77 m

276 Hp

Largura

Guarnição

2,78 m

 3 + 8

Altura

Autonomia

1,88 m

600 km

 

Viatura Blindada Kurganets - Rússia


1º Sgt Krusche – CI Bld

O Kurganets é uma das mais recentes viaturas blindadas de combate de fuzileiros desenvolvida no mundo, a VBCFuz pertence a família Russa Kurganets. Projetada pela empresa russa de defesa Kurgan Machine-Building Plant, foi revelada em 2013, durante feira Russian Arms Expo, em Nizhny Tagil, e somente em 9 de maio de 2015, durante desfile em comemoração ao dia vitória, foi apresentado ao público. Os Russos costumam dar poucas informaçõs sobre seus materiais de emprego militar.

O carro é equipado com uma torre elétrica não tripulada, armada com um canhão automático 2A42 de 30 mm, com capacidade para envolver alvos móveis ou estáticos a uma distância de até 5.500 m, uma metralhadora PKT de 7,62 mm, e dois lançadores de míssel Kornet-EM em cada lado da torre. Esse míssel é uma variante do avançado ATGM (Anti-Tank Guided Missile) com trajetória em espiral, com precisão de rastreamento de alvo até 10 Km.

Um total de dez homens são transportados na viatura, incluindo motorista, atirador, comandante do carro e mais sete fuzileiros, que entram e saem através de uma rampa operada hidraulicamente na parte traseira. Há duas escotilhas no teto para observação e saída de emergência. Possui câmeras que permitem que a tripulação tenha uma visão de 360° em torno do veículo, aleḿ de uma escotilha com três periscópios que permitem ao motorista a observação diurna, e outra para visão noturna.

 

Figura 6: VBCFuz Kurganets 25
Fonte: www.military-today.com

 

Possui sistema computadorizado de controle de fogos, termovisor, telêmetro a laser seguro para os olhos, GPS com sistema de navegação inercial e sistema computadorizado de controle de fogo. O Kurganets-25 é totalmente anfíbio, sendo impulsionado na água por dois jatos de água montados na lateral do casco.

O veículo utiliza uma nova tecnologia para operação anfíbia que aumenta a velocidade para até 10 km/h. Duas possibilidades estão disponíveis para o motor, um de 17 litros ChTZ-Uraltrac 2V06, desenvolvendo entre 450-510 Hp e o motor YaMZ-780 com dois turbocompressores, desenvolvendo 750 cv, podendo chegar a 80 km/h.

O Kurganets utiliza blindagem modular, que pode ser atualizada dependendo de cada ameaça específica. O piso é duplo para suportar proteção de explosão de minas e possui proteção DQBN. Segundo fontes russas, o veículo estaria equipado também com o "Afganit", sistema de proteção ativa que oferece proteção contra ataques de foguetes e mísseis guiados anti-tanque.

Quanto ao desempenho não há muito dados disponíveis devido ao blindado ser de fabricação recente. O veículo foi projetado para substituir os pesados BMP-3, com um canhão menor e blinadagem mais leve, alguns problemas apresentados no carro anterior foram corrigidos.

 

DIMENSÕES, PESO E MOBILIDADE

 

Peso

Velocidade

25 Ton

80 km/h

Comprimento

Motor

7,2 m

750 Hp

Largura

Guarnição

4 m

3 + 7

Altura

Autonomia

3,2 m

500 Km

 

 

Fontes:

http://www.military-today.com/apc/pizarro_ifv.html
http://www.tanks-encyclopedia.com/modern/spain/Ascod-Pizarro.php
https://armyrecognition.com/united_kingdom_british_army_light_armoured_vehicle
http://www.tanks-encyclopedia.com/modern/spain/Ascod-Pizarro.php https://armyrecognition.com/united_kingdom_british_army_light_armoured_vehicle/warrior_mcv80_aifv_armoured_infantry_fighting_vehicle_technical_data_sheet_specifications_pictures.html
https://armyrecognition.com/vehicules_blindes_legers_armee_francaise/amx-10p_amx10_p_description_pictures_picture_photo_image_french_light_infantery_armoured_armored.html#identification
https://armyrecognition.com/vehicules_blindes_legers_armee_francaise/amx-10p_amx10_p_description_pictures_picture_photo_image_french_light_infantery_armoured_armored.html
http://www.military-today.com/apc/kurganets_25.htm
http://www.tanks-encyclopedia.com/modern/Russian-Tanks.php

registrado em:
Fim do conteúdo da página