Ir direto para menu de acessibilidade.

GTranslate

Portuguese English Spanish

Opções de acessibilidade

Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

Publicado: Sexta, 01 de Abril de 2016, 14h20 | Última atualização em Quinta, 09 de Março de 2017, 16h53

     O Centro de Instrução de Blindados General Walter Pires é uma das mais recentes organizações militares do Exército Brasileiro. Foi criado em 11 de outubro de 1996, por meio da Portaria Ministerial Nr 656, vindo a ser ativado no dia 01 de janeiro de 1997 para ser um dos vetores de modernização (Núcleo de Modernidade) previstos no Sistema de Planejamento do Exército (SIPLEX 6) de maneira a servir de base, de mola propulsora e fator de profissionalização do Núcleo de Blindados.
    Suas raízes reportam à Companhia de Carros de Assalto (1921) do Cap José Pessoa Cavalcante de Albuquerque, passando pelo Esquadrão de Autometralhadoras (1938) do Cap Carlos Flores de Paiva Chaves, vindo a embasar-se no Centro de Instrução de Motorização e de Mecanização (CIMM/1939), primeiro centro voltado à instrução de blindados, originado pelo Aviso Nr 400, de 25 de maio de 1938, com publicação no Boletim do Exército Nr 06, de 31 de maio de 1938. O CIMM foi implantado com a finalidade de preparar oficiais e sargentos com conhecimentos técnicos e táticos, tornando-os aptos a ministrar a instrução de viaturas motorizadas e mecanizadas nas unidades especiais, nos corpos de tropa e nas formações de serviço.
    Em 1942, o CIMM foi transformado em Escola de Motomecanização (EsMM) e, com a adesão do Brasil às forças que se antepunham ao Eixo, ampliou suas responsabilidades, direcionando seu ensino para a formação, a curto prazo, dos profissionais aptos à manutenção e ao emprego dos novos meios de combate recebidos dos Estados Unidos da América, dentre os quais os CC SHERMAN, LEE/GRANT, SCOUT CAR, MEIA-LAGARTA e o M-8. Nova reformulação ocorreu em 1960, transformando a EsMM em Escola de Material Bélico (EsMB) que absorveu o curso de armamento da Escola de Instrução Especializada (EsIE). O ensino tático de motomecanização foi excluído do currículo, fazendo daquela Escola um estabelecimento de ensino eminentemente técnico em manutenção. De 1960 a 1996 o ensino tático de blindados foi ministrado pelas escolas de formação e de aperfeiçoamento e pelas unidades de tropa, criando uma lacuna na existência de uma OM voltada exclusivamente para o estudo dos blindados.
    A organização, os preceitos e as atribuições da OM foram regulamentadas pelo Cmt EB através da Portaria nº 750, de 17 Dez 02, que aprova o regulamento do Centro de Instrução de Blindados (R-60). Esse documento estabelece, ainda, que ao Centro tem a finalidade de executar atividades de instrução e adestramento de frações blindadas (Bld) e mecanizadas (Mec) de todo o EB, contribuir para o desenvolvimento da doutrina militar, cooperar com outras OM nos assuntos referentes à instrução e emprego das Vtr Bld e Mec e realizar estudos e trabalhos com entidades civis e militares, nacionais e estrangeiras, de acordo com diretrizes do escalão superior e com programas de interesse mútuo.
    Atendendo aos objetivos propostos no Plano Básico de Reestruturação do Exército 2003-2007, o CI Bld teve alterada sua sede, da cidade do Rio de Janeiro para a cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, passando a ser subordinado à 6ª Brigada de Infantaria Blindada (Bda Niederauer), por meio da Portaria nº 771, de 11 Dez 2003 (Altera a subordinação e a sede do CI Bld). Na cidade de Santa Maria - RS, ocupa instalações do antigo NPOR do 7º BIB, junto ao Quartel dos Blindados, o qual tem como unidades o 1º Regimento de Carros de Combate (1º RCC) e o 6º Esquadrão de Cavalaria Mecanizado (6º Esqd C Mec).
    A partir de 2009, com a aquisição dos blindados da família Leopard 1 BR, o CI Bld passou por uma modernização composta pela adição à sua instrução militar de novos métodos de ensino técnico e tático, apoiados por uma variedade de meios tecnológicos modernos de simulação.
    No ano de 2011, o CI Bld iniciou a condução dos cursos de ensino de manutenção de blindados. O CI Bld cumpre as suas atribuições de ensino técnico e tático por meio dos seus cursos e estágios gerais, setoriais e de área, conforme portaria de criação que regula cada um.
    Em 2013, o CI Bld iniciou seu envolvimento com o Projeto Estratégico do Exército VBTP-MR 6x6 Guarani. Em função dessa participação, foram construídas novas instalações destinadas à manutenção de viaturas, garagens e ensino de manutenção. Com o projeto, o CI Bld desenvolveu novas atividades de ensino destinadas a atender a capacitação dos recursos humanos das OM com previsão de serem contempladas com a VBTP.
    Além dos cursos e estágios criados pelo EME, o CI Bld ainda conduz estágios de área, no âmbito do Comando Militar do Sul (CMS), como o Estágio Tático de Blindados Sobre Rodas, retomando o ensino tático da Tropa de Cavalaria Mecanizada.
    O CI Bld, ainda, conduz os Exercícios de Adestramento de Simulação Virtual (EASV) a quase todas as Grandes Unidades do CMS, contando com ampla cooperação de instrução com outras Organizações Militares e Estabelecimentos de Ensino.  

registrado em:
Fim do conteúdo da página